Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

riscos_e_rabiscos

.

.

Batalha Contra o Tempo.

 

 

Hoje acordei com o inverno dentro de mim.

A pele arrepia-se do frio gélido e cortante que me envolve em seus braços.

Do nariz caiem chuvas tropicais, cheias de intensidade e vigor mas de curta duração.

A respiração range como uma porta centenária cujo peso dos anos a faz penar qualquer movimento que faz.

O clima insurge-se contra o meu organimo, travando como que uma batalha pessoal violenta.

Mas o tempo é mais poderoso. Recorre às suas armas letais - o vento, a chuva, o frio, o calor e o sol - para me infligir golpes sem misericóridia. tal como o faz aos seus inimigos que vai derrotando e deixando pelo caminho sem qualquer pejo ou piedade.

Nada receio mais nesta batalha do que o envio de armas biológicas.

Ergui barreiras fortes e intransponíveis mas os enviados do tempo, cognominados "virus" e "bactérias", revestem-se de argúcia e perspicácia para superar todos os obstáculos que se lhe opuserem.

Imploro ao meu organismo que não se deixe derrotar pelo tão vil guerreiro do tempo intitulado Sir Constipação.

17 comentários

Comentar post